Revista Cultural nomerevista@portugalmail.pt

domingo, julho 11, 2004

FADE IN 2003 - III Mostra Itinerante de Música em Leiria

Pedro Miguel

Não se sabe bem porquê, Leiria sempre foi vista por pessoas de outras localidades, como uma cidade “underground”. Quem mora na cidade do Liz, sabe que isso não é bem verdade. Falta muita coisa, sobretudo infra-estruturas. Sempre se teve a fama. Porém agora, timidamente... começa-se a ter algum proveito.

Com o intuito de preencher uma lacuna relativa à falta de espaços e concertos no centro da cidade, surge em 2001, o Fade In. Dividindo os palcos entre o Orfeão Velho de Leiria e o Auditório do IPJ, começou por ter nas duas primeiras edições, bandas do distrito de Leiria, tais como: Loto, Gomo, Canker Bit Jesus, Dramafall, New Naked Soundz, The Allstar Project, entre muitas outras. No entanto, devido ao sucesso que obteve, graças a uma grande afluência de público, bandas de outros pontos do país também apareceram. Em 2003, dá-se a internacionalização do festival.

Como consequência disso, este ano já por lá passaram em Março, os italianos Ashram, um trio napolitano com raízes na escola neo-clássica. No mês seguinte, calhou a vez aos teatrais e enigmáticos Assacínicos, de Leiria. A 10 de Maio, em parceria com as Invenções La Strada, os Micro Audio Waves (projecto paralelo de Flak dos Rádio Macau) fizeram a primeira parte da bela, sexual, selvagem e explosiva Kristeen Young, colaboradora norte-americana de David Bowie.
Dez dias depois, aconteceu um dos momentos mais altos do festival, com os Smog. Liderados por Bill Callahan, que é considerado por muitos, um dos maiores escritores de canções do mundo! A banda de culto norte-americana, veio a Leiria apresentar “Supper”, o seu 12º álbum. Como banda de suporte (de luxo), estiveram as britânicas Bridget Storm que, habituadas a esta posição, já fizeram outras primeiras partes de formações como, Low ou Arab Strap.
Em Junho, antes de uma pausa estival, calhou a vez aos Dwelling, um ensemble oriundo de Lisboa, que praticam uma música delicada, jazzística e com laivos de neo-clasissísmo.

A internacionalização do público.

A 18 de Outubro, o evento voltou ao activo com um concerto muito especial. Actuaram os germânicos Deine Lakaien, pela primeira vez em Portugal numa carreira de 18 anos. Trouxeram um concerto exclusivo em moldes acústicos, ao contrário do som electrónico que habitualmente praticam. Por se tratar de uma actuação com características tão raras, também foram feitas reservas a partir da Alemanha, disse Carlos Matos da organização à NOMErevista. O Auditório do Orfeão Novo de Leiria, recebe pela primeira vez, um concerto com a assinatura do Fade In.
Ricardo Graça, músico cuja banda, os Electric Lady Land, foi convidada a tocar nesta III edição, a 1 de Novembro, diz com entusiasmo «Seria bom que no futuro houvesse espectáculos durante todo o ano». Este concerto foi feito com a parceria do VIII Acaso – Festival de Teatro de Leiria.

Um dos principais objectivos, é combater a mentalidade elitista de Leiria. O Fade In faz-se com uma estrutura, que cresceu nos últimos tempos, jovem, não profissional e não remunerada.
Segundo os organizadores, «esta Mostra foi, é, e sempre será pautada por um ecletismo que visa ser representativo dos vários movimentos estéticos que povoam os diversos quadrantes da música alternativa».
Os concertos são vistos por um público bastante variado, sem preconceitos, que vai à procura de novas sonoridades. «Isso faz deste festival um acontecimento cultural cada vez com mais relevância na cidade de Leiria», referem. Também lembram que só lhes interessa, como sempre disseram, cobrir as despesas. O lucro, esse, fica para a cidade.

Anexo (não fazia parte da entrevista, mas a malta achou pertinente. Vai daí, fomos sacar esta informação adicional a www.fadeinfestival.com)

A primeira parte do Fade In 2004, foi também composta pelos concertos da norte-americana Mirah, dos portugueses Old Jerusalem e Alla Polacca, dos italianos Ataraxia, dos germânicos Das Ich, e dos britânicos Sieben e Hawthorn. A segunda parte do Fade In 2004 volta em Outubro.
Para já, podemos revelar-vos a confirmação de um espectáculo, com data exclusiva em Portugal, com os franco/hispânico/germânico/helvéticos, estrondosamente artísticos, multidisciplinares e militantes...Von Magnet!
Dança, Sapateado, Teatro, Canto e Poesia, adornados por uma sonoridade reconhecidamente única de Electro-Flamenco pós-industrial de reminiscências étnicas!

Info line: 00 351 244 836 688
E-mail: alquimiazone@mail.pt
Site:
http://fadeinfestival.com/